16 maio 2017

Janaína Paschoal analisa e aprofunda as revelações de Mônica Moura

Por: João Amaury Belem

Copiei do twitter da advogada e professora universitária Janaína Paschoal uma pequena análise da delação de Monica Moura, que vale a pena transcrever:

1- Bom dia, Amados! Vamos falar um pouco do depoimento de Mônica Moura, cuja veracidade salta aos olhos. Mônica Moura dá nomes e endereços dos hotéis em que se hospedava, para receber da Odebrecht, a mando do PT. Basta a PF checar as hospedagens.

2- Mônica explica que em 2010, Dilma não se envolveu, deixando recebimentos e pagamentos a cargo de Palloci e Vacari. Em 2014 foi diferente.

3- Mônica tem anotações precisas de datas, valores e do que era pagamento por fora e por dentro. Sempre a Odebrech envolvida.

4- Mônica relata que Vacari, preocupado com os altos valores transportados, destacou um funcionário de confiança para ajudá-la, Chaim.

5- Chaim ajudou Mônica a fazer pagamentos em dinheiro, nas duas campanhas. Na reeleição, ele chegou a fazer recebimentos.

6- As malas eram, em média, de 200 mil reais; chegaram a transportar 500 mil reais de uma só vez. De onde vem esse dinheiro?

7- O dinheiro que Odebrecht deu a Mônica veio da Petrobrás, de obras desnecessárias e superfaturadas e do BNDES. Peculato!

8- Mônica revela um contato estreito com Dilma e com seus assessores mais próximos, Giles e Dornelles.

9- Mesmo após a reeleição, Dilma continuou exigindo que Mônica pagasse despesas pessoais: cabeleireiros, teleprompter e Dilma Bolada.

10- Mônica tem comprovantes das passagens que pagou para o cabeleireiro de Dilma, bem como para os rapazes da empresa de teleprompter.

11- com relação ao autor de Dilma Bolada, Monica revela reunião com a cúpula do PT, Rui Falcão, inclusive. Queriam que ela pagasse 400 mil.

12- Dilma não queria que a Dilma Bolada saísse do ar. No fim, Monica pagou 200 mil e a Danielle os outros 200 mil.

13- Mônica indica os nomes dos assistentes de cada qual. Aliás, por um ano, Monica pagou o salário de uma funcionária particular de Dilma.

14- Lembram quando eu escrevi que a dinheirama toda não era para os marqueteiros? O casal era passagem: lavagem!

15- Obtida a reeleição, Mônica e Santana tiraram férias e foram para New York. Com o avanço da Lavajato, Dilma exigiu que Mônica voltasse.

16- Edinho ligou para Mônica em NY e disse que Dilma queria falar com ela. Ela veio para o Brasil em um dia, e voltou no dia seguinte.

17- Mônica tem as passagens que comprovam o bate e volta, com parada no DF. Dilma estava insegura quanto a conta no exterior.

18- DiIma queria que Mônica transferisse a conta de lugar. Ela temia, pois haviam achado a conta de Cunha.

19- Dilma contou a Mônica sobre a conta de Cunha, muito antes de o fato sair na imprensa. Cardozo havia avisado!!!!!

20- Vocês têm noção da gravidade dessas revelações? E ainda dizem que prender esse pessoal é tortura?!

21- Dilma sabia que a conta de Cunha havia sido encontrada, antes de a imprensa noticiar. Ela sabia da ordem de prisão dos marqueteiros!

22- Quando Dilma avisou Mônica sobre a prisão iminente, disse que o médico monitorava dia e noite. Mônica entendeu ser o médico Cardozo!

23- Não há melhor exemplo de crime organizado. Resgatem os textos da criminologia. O crime é organizado quando se infiltra no Estado.

24- Não se iludam com o discurso ascético que estão tentando construir. Quando o crime toma o poder, a prisão é a resposta adequada!

25- A Imprensa tem noticiado que Mônica criou um e-mail para se comunicar com Dilma. Em seu depoimento, Mônica explica que foram dois.

26- Depois de um tempo, Dilma ficou com medo que o e-mail Iolanda2606 fosse descoberto e pediu para mudar, para despistar!

27- Mônica tem provas de que, quando criou o e-mail estava usando o Wi-Fi do Palácio!

28- Mônica descreve o Alvorada por dentro. Fala sobre o elevador privativo. Também explica suas visitas à casa de Guido Mantega.

29- Prestem atenção: estamos falando da Presidente da República e de Ministros em seus cargos! Mas o trabalho deles era armar contra nós!

30- no dia em que depôs de vestido azul, Mônica falou sobre Gleisi, Paulo Bernardo e Lindbergh. Sempre eles!

31- Paulo Bernardo e Gleisi foram a Salvador, pedir que Santana fizesse a campanha dela. PB era ministro do planejamento!

32- Gleisi falava claramente sobre os pagamentos por fora, mas gostava de consultar PB. Um tal Guilherme Tb acompanhava td.

33- Faltou dinheiro e Gleisi e PB mandaram os marqueteiros cobrarem Palloci.

34- Percebem o tamanho da rede e a sofisticação da organização? Os principais nomes ocupavam (alguns ocupam) os mais altos cargos da nação!

35- Quando Paulo Bernardo foi preso, eu estava no Senado. Gleisi fez um discurso sentido e o Min. Toffoli pulou duas instâncias para soltar

36- PB foi preso por desviar a aposentadoria de funcionários públicos. Agora, seu nome aparece em outras cenas. Sua prisão era tortura?

37- Muitos estão atacando a Lavajato, sob o pretexto de defender a lei. Desculpem, não sei quem estão protegendo, mas não é a lei.

Fonte: Tribuna da Internet

Deixe um Comentário